Entrevistas

Entrevista com Marcos Fuchter desenvolvedor de jogos indie

Entrevista com Marcos Fuchter desenvolvedor de jogos indie

Isso ai pessoal, entramos em contato com o desenvolvedor Marcos Fuchter para que o mesmo pudesse compartilhar um pouco de suas experiencias no post Entrevista com Marcos Fuchter desenvolvedor de jogos indie, a fim de auxiliar todas as pessoas que desejam se aventurar  no mundo do desenvolvimento de jogos.

Quem é Marcos Fuchter

Sou apaixonado pela engine Construct da Scirra e busco constantemente me aprimorar nela enquanto instruo outros a fazerem o mesmo. Estudo essa engine e desenvolvo jogos nela a mais de 1 ano e recentemente comecei a compartilhar meus aprendizados no YouTube pelo canal DevVlog e na Udemy.

Interessado em jogos sempre fui, mas o interesse em desenvolvê-los veio ao terminar o ensino médio. Entrei entusiasmado na faculdade de jogos digitais da minha cidade, Criciúma, que acabou não sendo tão boa quanto eu esperava e acabei saindo após um semestre e meio. Na faculdade a vontade de aprender só crescia e, por ela não suprir minha demanda, comecei a investir bastante tempo em adquirir conhecimentos pelo YouTube e cursos. Com o passar do tempo veio a vontade de dar um passo a frente e começar a ensinar, tanto para ajudar as pessoas quanto para acelerar meu aprendizado.

Jogo videogame desde que me entendo por gente. Meu jogo favorito é Super Mario Galaxy e atualmente jogo Overwatch e TLOZ: Breath of the Wild. Antigamente me aventurei pela engine RPG Maker e Scratch e já tive servidores nos jogos online Tibia e GTA: San Andreas Multiplayer.

Entrevista com Marcos Fuchter

Olá Marcos Fuchter,

Gostaríamos de fazer algumas perguntas para você. Essas perguntas tem como objetivo auxiliar todas as pessoas que desejam se aventurar  no mundo do desenvolvimento de jogos.

1 – Marcos, percebemos que você é uma pessoa envolvida em vários projetos, como por exemplo, seus cursos na UDEMY, Canal no YouTube, e jogos já desenvolvidos que podem ser encontrados no site https://marcosfuchter.itch.io/. Gostaríamos que você contasse um pouco mais sobre você, como formação, projetos já desenvolvidos, projetos atuais e projetos futuros.

R: Oi, obrigado pelo convite! Sim, já fiz vários projetos, mas essa quantidade só é possível porque são projetos pequenos (no caso dos jogos do itch.io e de alguns cursos) ou porque são projetos recorrentes, que não tem um fim iminente, como as séries que crio no meu canal. Digo que só é possível isso pois estou nesse negócio a pouco tempo, não teria conseguido concluir tantos projetos se eles fossem maiores.

Eu estudo de maneira autodidata. Já estudei em vários cursos online pela internet, principalmente do instrutor Jerementor e estou o tempo todo no manual do Construct 2 na scirra. O resto do aprendizado vem enquanto eu faço os projetos, a gente aprende muito quando tenta criar coisas novas.

Já finalizei 4 jogos, que estão disponíveis no itch.io e 1 curso de roguelike gratuito. Atualmente trabalho no Curso Beat’em up, na série Recriando Megaman X e muito em breve lançarei o Curso Metroidvania! Planejo continuar me dedicando nisso, criando cursos de gêneros de jogos grandes pouco explorados por instrutores, mas muito desejados por alunos.

2 – Você costuma criar uma documentação sobre os jogos que desenvolve, isto é, costuma controlar o processo de criação dos jogos por meio de um GDD?

R: Não fiz isso para nenhum projeto que realizei até o momento, mas eu com certeza faria isso pra um projeto de porte maior, como por exemplo um jogo que será desenvolvido em 3 meses ou mais.

O Recriando Megaman X, um de meus projetos, já passou dos 3 meses de desenvolvimento. No entanto, para esse caso, eu não vejo a necessidade da criação de um GDD, afinal a produção está toda gravada e eu meio que decido na hora de gravar sobre o que será a aula seguinte.

3 – Quais dicas você pode dar para quem está querendo iniciar no mundo do desenvolvimento de jogos?

R: A dica que fez toda a diferença pra mim: comece pequeno! Se você, iniciante, for direto pra um projeto de grande porte, tudo que você vai encontrar é frustração e pouco aprendizado. Fazer vários projetos pequenos que estão no seu nível de conhecimento vai te render alegria e muito resultado. A cada projeto pequeno que você finaliza você sentirá uma grande satisfação, um épico “eu consegui!”, além de ter aprendido muito por ter começado e finalizado o joguinho. Isso realmente dá resultado, pois eu fiz isso e foi de grande ajuda pra eu começar com o pé direito no desenvolvimento de jogos! Aqui (https://scratch.mit.edu/users/marcosfl/) você pode ver vários joguinhos de treino que eu fiz quando estava começando e que foram essenciais pra evoluir e chegar aonde estou hoje!

4 – Seus trabalhos possuem uma qualidade gráfica muito boa. Você mesmo que desenvolve toda a arte utilizada em seus jogos ou utiliza sprites de terceiros? Caso utilize, poderia indicar para nossos amigos internautas, onde encontrar sprites e outros materiais que possam ser utilizados para o desenvolvimento de jogos.

R: No primeiro curso roguelike (disponível no YouTube) eu mesmo fiz as artes. Como eu nunca tinha feito pixel art antes quis praticar conceitos que aprendi num curso, porém vi que meu negócio é programação mesmo e desde então não fiz mais artes.

No segundo curso roguelike (disponível na Udemy) eu uso artes que o meu amigo Angelo Nobre me deu de presente. Ele permitiu que eu usasse no curso e liberasse de graça para os alunos.

No curso Beat’em up, eu uso o pacote de artes Business of Rage, encontrado no site open game art (https://opengameart.org/content/business-of-rage-characeter-beatemup-2d). Encontrei muitas outras coisas legais lá também, como barras de vida e energia. Esse site é ótimo, tem muita coisa gratuita até para uso comercial!

No Recriando Megaman X eu uso as artes ripadas do próprio Megaman X. Alguns materiais eu mesmo ripei, mas a grande maioria peguei nos sites Spriters Resource e Spriters Inc. Esses sites possuem artes de muitos outros jogos antigos, além do Megaman X, pra você usar em projetos não comerciais.

Acesse o nosso canal MakeindiegamesBr no YouTube e aprenda a desenvolver jogos utilizando o Unity, Construct 2 e o MonoGame.

Participe do nosso grupo de estudos no Facebook acessando o link https://www.facebook.com/groups/www.makeindiegames.com.br/

Comments

Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por email.

%d blogueiros gostam disto: